HOME

 


A Eleição de Israel
A Polêmica entre Judeus e Cristãos sobre a Doutrina do 'Povo Eleito'

 


Os judeus se consideram realmente um povo eleito?
Outras religiões adotaram uma doutrina semelhante a do "povo escolhido"?
Por que judeus e cristãos entraram em conflito violento devido à idéia de eleição?

Estas perguntas são respondidas em "A Eleição de Israel" através de uma viagem por mais de 3.000 anos de história e pensamento teológico. Para responder à primeira questão, o autor acompanha a evolução da doutrina do "povo eleito" desde seu nascimento no Pentateuco, passando pelos livros bíblicos que tratam da dinastia do Rei Davi e pelos Profetas. Continua através da literatura rabínica, particularmente no Talmud, chegando até os rabinos do século XX e o movimento de Reforma do judaísmo.

Para responder à segunda questão, Finguerman procurou sinais da doutrina do "povo eleito" em religiões tão diferentes como a da antiga Babilônia, dos africanos Iorubás, dos chineses e no Cristianismo, conforme elaborada pelo apóstolo Paulo.

A partir de suas conclusões nas duas primeiras partes do livro, Finguerman responde à terceira questão propondo uma abordagem inédita sobre o conflito teológico entre judeus e cristãos. Isto ele faz expondo 2.000 anos de diálogo e confronto entre as duas religiões, o que inclui a análise da obra dos Padres da Igreja, dos filósofos judeus medievais, de teólogos modernos como Karl Barth, de historiadores e muitos outros.

O livro "A Eleição de Israel" foi desenvolvido através de pesquisas no Brasil e em Israel, particularmente na Universidade de São Paulo e na Universidade Hebraica de Jerusalém, durante três anos.

O livro é dirigido ao público em geral, acadêmico e não-acadêmico, interessado em Judaísmo, Cristianismo e Religião Comparada.

 

"É uma das melhores coisas que se escreveu sobre judaísmo em nosso país. Sua abordagem é lúcida, é abrangente, é reveladora e é importante nesta época de fundamentalismo. Li com o maior interesse e prazer" .
MOACYR SCLIAR,
escritor-membro da Academia Brasileira de Letras.

"É um livro inovador, brilhante e urgente."
JOSÉ MARIA VIGIL,
teólogo cristão.

Capa da versão espanhola do livro
"A Eleição de Israel".

Capa da versão latino-americana do livro
"A Eleição de Israel".

 

 

 

http://www.arielfinguerman.com -Todos os direitos reservados/All rights reserved - 2006

powered by